Home / Poemas / O par

O par

Aos poucos estamos mais perto
E esse perto às vezes assusta
Porque ficar longe parece impossível

Pouco a pouco você deixa de ser Deus
E eu começo a gostar do copo esquecido na mesa
Do chinelo revirado no quarto e da toalha sobre a cama

E é tão fácil se acostumar com o que é bom
E eu me acostumo tão fácil com o amor
Com o cuidado, com o carinho e com as mensagens de bom dia

E você sabe que um abraço basta, seguido de um beijo
De um ressonar mais profundo e de um despertar bem humorado
Não há promessa de que será para sempre mas há o desejo de que não acabe

Nem toda noite será calma
Nem todo dia teremos paciência
Mas estamos perto

Porque ficar longe parece impossível.

Veja Também

Minha doce Maria

Maria do Carmo é a terceira, dos 10 filhos da família Oliveira. Acaba de completar 71 anos. Não casou, não tem filhos, mas cuidou de um família enorme e merece todo o reconhecimento que ainda não teve.

1 Comentário

  1. lelio augusto cipriani

    Simplesmente lindo,parabéns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *