Home / Destaque / Pela primeira vez, mulher pode presidir o Nacional

Pela primeira vez, mulher pode presidir o Nacional

O Nacional Futebol Clube ganhou ontem uma candidata à cadeira de presidente da diretoria executiva: a empresária Janaína Sudário. Após a renúncia de Salem Ibrahim El Messih, especulou-se que Renato Perez, vice-presidente do Naça, assumiria o comando do clube. Entretanto, após reuniões entre dirigentes do Alvinegro e da Associação Avante Naça na quinta-feira (26), Janaína foi indicada para disputar as eleições no clube.

A candidata confirmou que quer ser presidente do Naça. “Meu contato com a diretoria do Nacional foi em uma única conversa. Quero fazer tudo dentro da legalidade. Se não for dessa forma, vou procurar ajudar o Nacional de outra maneira. Fui convidada pela Associação Avante Naça e tenho o apoio também de diretores do clube. Minha vontade sempre foi ser presidente”, disse Janaína.

Mas antes das eleições, o Naça precisa eleger a nova mesa diretora do Conselho Deliberativo. Segundo informou Renato Perez, o edital de convocação das eleições do conselho tem previsão de ser publicado no início da próxima semana. Sendo assim, as eleições ocorreriam na semana seguinte e, possivelmente, contarão com mais de uma chapa.

O Nacional luta contra o tempo para se inscrever no Campeonato Mineiro da Segunda Divisão (a popular Terceirona). Com prazo até 17 de abril (pouco menos de 20 dias ininterruptos), o Alvinegro precisa enviar documentação para a Federação Mineira de Futebol (FMF). Um dos itens é uma carta manifestando interesse em participar do campeonato, assinada pelo presidente do clube.

A reportagem do Jornal da Manhã entrou em contato com o Departamento de Futebol da FMF, onde diretores esclareceram que a carta pode ser assinada até mesmo pelo presidente do Conselho Deliberativo do clube. Não é obrigatória a assinatura do presidente da executiva. Isto é, o documento compete ao ocupante do cargo máximo do clube no momento ou equivalente, conforme estatuto da agremiação.

Questionada se pretende disputar a Terceirona, Janaína se mostrou animada. “Não tenho condições de falar sobre isso, mas seria muito interessante ver o clássico com o Uberaba. Minha vontade é colocar o Nacional em campo”, concluiu.

(Link da Matéria)

Veja Também

Uberabenses pagam mais caro com cartões

É comum, mas ilegal, comerciantes cobrarem valores diferenciados para serviços e produtos pagos em dinheiro (espécie) e cartões de débito ou crédito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *